No início deste mês, o presidente Ernisio forneceu uma entrevista para a jornalista Karina Fusco da revista Você S/A, que fez esta reportagem sobre nosso segmento. Confira:

Agradecemos a Karina e a revista Você S/A pela oportunidade de divulgação do nosso segmento.


Coworking Ahoy! Berlim, em São Paulo: espaços criam eventos e painéis de contatos para favorecer a interação | Divulgação

“Use o Coworking para ampliar sua rede de contatos profissionais

Por reunir pessoas de diferentes perfis e setores, os ambientes de trabalho compartilhados favorecem o networking

POR KARINA FUSCO

9/11/2017 19:11

Utilizar um ambiente de trabalho compartilhado, os chamados coworkings, já faz parte da rotina de milhares de profissionais dos mais diversos setores, sejam eles autônomos, colaboradores de empresas ou empreendedores. O Censo Coworking Brasil 2017 aponta que 210 000 pessoas circulam a cada ano por esses escritórios, movimentando 82 milhões de reais.

O país registra, aliás, um crescimento médio anual de 20% no número de espaços do gênero, segundo a Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais (ANCEV), de São Paulo. “O mais recente levantamento, de 2016, mostrou que há 695 escritórios comerciais de compartilhamento espalhados principalmente pelas capitais do país. O Sudeste lidera, com destaque para São Paulo, mas o Nordeste vem crescendo ultimamente por ser a região com o maior número de capitais”, afirma Ernisio Martines Dias, presidente da ANCEV.

Os coworkings, que surgiram na década de 1990 e, com o passar dos anos, foram ganhando novos formatos e passando a oferecer serviços que facilitam a vida dos profissionais e das empresas, deixaram de ser opções para quem tinha poucos recursos financeiros e se tornaram soluções inteligentes inclusive para companhias já estabelecidas no mercado. Além de boa infraestrutura, com telefonia, internet, recepcionistas, salas de reuniões e endereço fiscal, esses escritórios também têm atraído cada vez mais profissionais por um segundo atributo: eles favorecem – e muito – o networking. “Ninguém está no coworking para se isolar”, afirma Bruna Lofego, CEO da CWK Coworking, de Belo Horizonte, e consultora de gestão desses espaços.

Naturalmente

Descobrir novos parceiros de negócios, prestar serviço para os vizinhos de trabalho, aumentar as vendas ou até conseguir uma proposta para assumir um cargo mais atraente são algumas das oportunidades que o relacionamento com os companheiros de coworking pode proporcionar. “Além dos encontros naturais do dia a dia, no café ou nas áreas de descanso, é interessante estar atento aos eventos que esses espaços costumam oferecer, como a apresentação de cases de sucesso no auditório ou uma reunião para os usuários trocarem experiências sobre determinados temas”, diz Ernisio, da Ancev

De fato, cada escritório compartilhado cria estratégias para facilitar a interação entre os profissionais. “As pessoas trocam opiniões, conversam informalmente e daí surgem até negócios, mas os administradores dos coworkings podem dar um empurrãozinho, enviando e-mails com os contatos de todos e mantendo um painel onde cada profissional e empresa pode deixar seu cartão de visita exposto”, diz ela.

Mas é importante que também haja um esforço voluntário por parte dos usuários para se relacionar e explorar ao máximo o ambiente de intercâmbio de ideias que esses espaços proporcionam. A seguir, confira uma série de atitudes para melhorar o seu networking no Coworking e ampliar sua rede de contatos profissionais.

Potencialize o networking

Como tirar partido da proximidade para conhecer possíveis parceiros de negócios e trabalho

Quebre o gelo

Sempre que estiver chegando a um ambiente novo, apresente-se. E quando você já atua há algum tempo ali, levante da sua mesa e se ofereça para apresentar aos demais as pessoas que estão chegando. Após as apresentações, as conversas acontecem de forma mais natural e os colegas podem trocar ideias e descobrir habilidades e interesses em comum.

Seja prestativo

Frequente o cafezinho e os espaços abertos de descanso. Puxe conversa com os vizinhos de mesa em momentos em que não estiverem ocupados e ofereça-se para dar recados se alguém os procurar.

Ofereça seus contatos

Coloque seus contatos à disposição no mural de cartões de visita, participe dos grupos de Whatsapp, divulgue as redes sociais da sua empresa, troque indicações de prestadores de serviços que possam ser úteis a todos e jamais deixe de aproveitar um cumprimento para dar sequência a uma conversa que pode ser muito produtiva.

Compartilhe momentos de lazer

Chame os colegas de estação de trabalho para provar um bolo que você trouxe de uma viagem, comente no café sobre uma nova série de TV que você começou a assistir, compartilhe sua opinião sobre um tema que está sendo discutido no corredor. Até mesmo ideias de negócios podem surgir nesses bate-papos.

Organize e compareça aos eventos

Assuntos relacionados a crescimento profissional, habilidades específicas e mercado de trabalho podem ser temas de palestras que interessarão a muitos profissionais que atuam próximo a você. Sugira ao administrador do coworking palestras e eventos e procure participar quando forem marcados. Aproveite as oportunidades para conversar mais com pessoas que possam ser interessantes para o seu negócio e sua carreira.”